Mídia Cruzada

Soluções Personalizadas

Blog Mídia Cruzada

Publicidade e Planejamento

A Publicidade e o Planejamento de Mídia

Quando pensamos em publicidade é fácil imaginar um grupo de pessoas criativas, reunidas em torno de uma mesa, fazendo desenhos e escrevendo, procurando pelo tão esperado insight que renderá uma campanha digna de prêmios.

O que nem sempre imaginamos é que, por trás dos insights e das boas ideias, não existem apenas os profissionais da criação. E que a publicidade, de maneira alguma, se restringe às funções do diretor de arte e do redator. Ela vai muito além.

Parte desse grande processo da publicidade é o chamado Planejamento de Mídia. E mais do que importante, ele é fundamental para o sucesso de qualquer campanha de comunicação.

O que é o Planejamento de Mídia?

Planejamento está relacionado com a elaboração de estratégias para alcançar determinado objetivo. O Planejamento de Mídia, por sua vez, prevê a utilização dessas estratégias para escolher os melhores meios e os melhores veículos para divulgação de uma campanha publicitária.

Escolher a mídia certa ajuda a economizar!

A realidade é que todo mundo prefere ver sua campanha veiculada em todas as mídias, nos horários mais nobres e durante um período grande o suficiente para a mensagem marcar presença. Acontece que isso é praticamente impossível. Primeiro, porque veicular campanhas custa caro. E na maioria das vezes, não temos tanto dinheiro para investir. Segundo, porque o excesso de propaganda pode prejudicar tanto quanto sua ausência.

A solução, então, é escolher a mídia certa. E é aí que entra o papel do Planejamento de Mídia. Um bom plano de mídia evita gastos desnecessários com mídias que para sua marca não são tão relevantes. E também vai indicar quais são as mídias essenciais para divulgação da sua campanha.

Com quantas pessoas queremos falar?

A primeira pergunta que devemos fazer para iniciar o plano de mídia. Ela ajuda a definir as dimensões do público alvo de sua marca. Trata-se do alcance ou da cobertura necessária para sua campanha. Por exemplo, a campanha será divulgada no Brasil? Em que região? Vai ser no sudeste? Em Belo Horizonte?

Quantas vezes o público precisa estabelecer contato com sua marca?

Aqui tratamos da frequência de divulgação da campanha. E a pergunta é bem simples: quantas vezes ao dia a campanha será veiculada? Quais são os melhores horários para atingir o público alvo?

Por quanto tempo o público precisa estabelecer este contato com sua marca?

Por fim, definimos a continuidade da campanha. Trata-se do período de tempo que ela deverá permanecer em circulação para garantir sua efetividade. Uma semana? Um mês? Um trimestre?

O Plano de Mídia gira, basicamente, em torno dessas três perguntas. E elas, por sua vez, dependem do público alvo da marca. É para ele que vamos nos dirigir, então são seus hábitos de consumo midiático que devemos levar em consideração. Por exemplo, de nada adianta veicular um comercial de TV às 20 horas se o público alvo da sua marca assiste TV às 9 horas. Ou então, não adianta adotar o jornal X, se o público da sua marca prefere o jornal Y. E assim vai.

Então, você já sabe: Planejamento de Mídia e Criação devem andar sempre juntos. Uma boa ideia depende de criatividade. Mas a criatividade não resolve se não alcançar quem realmente importa. Por isso, fica a dica para você que quer o sucesso da sua campanha.

Neste caminho a Mídia Cruzada pode te ajudar ....